Artefatos > Conjunto de Artefatos de Requisitos > Modelo de Casos de Uso... > Modelo de Casos de Uso


Modelo de Casos de Uso
O modelo de casos de uso é um modelo das funções pretendidas do sistema e seu ambiente, e serve como um contrato estabelecido entre o cliente e os desenvolvedores. O modelo de casos de uso é usado como fonte de informações essencial para atividades de análise, design e teste.
Representação em UML: Modelo estereotipado como "modelo de casos de uso".
Papel: Analista de Sistemas
Relatórios de Exemplo:
Exemplos:
Mais informações:

Entrada para Atividades: Saída de Atividades:

Finalidade Início da página

Estas são as pessoas que usarão o modelo de casos de uso:

  • O cliente aprova o modelo de casos de uso. Depois de obter a aprovação, você saberá qual é o sistema que o cliente deseja. Você também pode usar o modelo para discutir o sistema com o cliente durante a fase de desenvolvimento.
  • Possíveis usuários utilizam o modelo de casos de uso para conhecer melhor o sistema.
  • O arquiteto de software utiliza o modelo de casos de uso para identificar a funcionalidade da arquitetura.
  • Os designers utilizam o modelo de casos de uso para obter uma visão geral do sistema. Por exemplo, quando você refina o sistema, precisa da documentação sobre o modelo de casos de uso para ajudá-lo no trabalho.
  • O gerente utiliza o modelo de casos de uso para planejar e acompanhar a modelagem do caso de uso e também o design subseqüente.
  • Pessoas que não participam do projeto, mas trabalham na organização, executivos e comitês gerais de trabalho utilizam o modelo de casos de uso para ter uma idéia do que foi feito.
  • O modelo de casos de uso é revisado para oferecer regularmente feedback adequado aos desenvolvedores .
  • Os designers utilizam o modelo de casos de uso como base para seu trabalho.
  • Os testadores utilizam o modelo de casos de uso para planejar as atividades de teste (caso de uso e teste de integração) o mais cedo possível.
  • Aqueles que desenvolverão a próxima versão do sistema utilizam o modelo de casos de uso para saber como a versão atual funciona.
  • Os redatores da documentação utilizam os casos de uso como base para redigir os guias do usuário do sistema.

Propriedades Início da página

Nome da Propriedade

Breve Descrição

Representação em UML

Introdução É uma descrição textual que funciona como uma rápida introdução do modelo. Valor rotulado, do tipo "texto curto".
Descrição do Relatório Sintético Descrição textual que contém informações não refletidas pelo resto do modelo de casos de uso, inclusive:
· Seqüências normais com que os casos de uso são iniciados pelos usuários.
Funcionalidade não tratada pelo modelo de casos de uso.
Valor rotulado, do tipo "texto formatado".
Pacote de Casos de Uso Os pacotes do modelo, representando uma hierarquia. Incluídos por meio da associação "representa" ou recursivamente através da agregação "possui".
Casos de Uso Os casos de uso do modelo incluídos nos pacotes. Adquiridos recursivamente através da agregação "possui".
Atores Os atores do modelo incluídos nos pacotes. - " -
Relacionamentos Os relacionamentos do modelo incluídos nos pacotes. - " -
Diagramas Os diagramas do modelo, pertencentes aos pacotes. - " -
Visão de Casos de Uso A visão de caso de uso do modelo, que é uma visão arquitetural que mostra os casos de uso e/ou cenários significativos. - " -

Ocorrência Início da página

O modelo de casos de uso define principalmente os requisitos funcionais do sistema, e é usado como fonte de informações essencial à análise e design de arquitetura. Pode ser usado logo na fase de iniciação para delinear o escopo do sistema, como também durante a fase de elaboração. O modelo de casos de uso é refinado por fluxos de eventos mais detalhados durante a fase de construção. O modelo de casos de uso permanece consistente com o modelo de design.

Por ser um instrumento de planejamento bastante importante, o modelo de casos de uso é usado, em geral, em todas as fases do ciclo de desenvolvimento.

Responsabilidade Início da página

Um analista de sistemas é responsável pela integridade do modelo de casos de uso e garante que o modelo como um todo esteja correto, consistente e compreensível. O modelo de casos de uso está correto quando descreve a funcionalidade do sistema, e somente essa funcionalidade.

Lembre-se de que os detalhes de pacotes de casos de uso, casos de uso, atores, relacionamentos e diagramas são de responsabilidade do seu respectivo especificador de requisitos. Para obter mais informações, consulte Papel: Especificador de Requisitos. A visão do caso de uso é responsabilidade do arquiteto de software. Para obter mais informações, consulte Papel: Arquiteto de Software.

Adaptação Início da página

Faça adaptações para atender às necessidades do projeto.  As adaptações podem incluir apenas um subconjunto dos subartefatos (propriedades), adaptando tanto o nível de formalidade no qual os subartefatos são criados e gerenciados como os subartefatos individuais.  Documente as decisões de adaptação em Artefato: Guia de Modelagem de Casos de Uso.

 

Copyright  (c) 1987 - 2001 Rational Software Corporation


Exibir o Rational Unified Process usando quadros

Rational Unified Process